A INFLUÊNCIA DOS ASPECTOS SOCIOCULTURAIS NA HESITAÇÃO VACINAL INFANTIL

Code: 221010416
28
0
Título

A INFLUÊNCIA DOS ASPECTOS SOCIOCULTURAIS NA HESITAÇÃO VACINAL INFANTIL

Autores(as):
  • Marcia Yuri Kawauchi

    KAWAUCHI, MARCIA YURI

  • Eduardo Alvares Dainesi

    DAINESI, EDUARDO ALVARES

DOI
10.37885/221010416
Publicado em

31/10/2022

Páginas

27-35

Capítulo

2

Resumo

Este artigo aborda a questão da desigualdade social e cultural no contexto da vacinação infantil. Transformado numa das políticas públicas de saúde mais bem sucedidas do Brasil, o Programa Nacional de Imunização (PNI), vem sofrendo quedas gradativas em seus índices anualmente. Muitos fatores têm sido relatados na literatura, já que se trata de uma preocupação da Saúde Pública, mas o interessante foi notar que ao contrário do que se poderia pensar, a cobertura vacinal incompleta tem sido observada nos estratos da sociedade mais rica. Sob esta ótica, esta revisão literária, discorreu sobre os possíveis motivos que conduzem esta camada da população a apresentar tal comportamento hesitoso frente à vacinação infantil. A informação cada vez mais rápida e fácil tem contribuído para este comportamento e aparentemente para a transformação da sociedade e do cotidiano de cada um.

Palavras-chave

Cobertura vacinal, Vacinação, Recusa de vacinação.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.