MODELO DE ACUMULAÇÃO DE CAPITAL SOCIAL EM EMPRESAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL

Code: 319-477
10
69
Título

MODELO DE ACUMULAÇÃO DE CAPITAL SOCIAL EM EMPRESAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL

ISBN

978-65-5360-143-7

DOI
10.37885/978-65-5360-143-7
Publicado em

04/10/2022

Páginas Edição

228

1

Autores(as)
  • Christiane Wagner Mainardes Krainer

    Krainer, Christiane Wagner Mainardes

  • Jefferson Augusto Krainer

    Krainer, Jefferson Augusto

  • Cezar Augusto Romano

    Cezar Augusto Romano

Sinopse

A indústria da construção há décadas tem sido caracterizada por aspectos depreciativos ligados à manufatura como: baixa produtividade, descumprimento de prazos, nível elevado de desperdícios e retrabalhos. Assim, com o intuito de desenvolver estratégias para melhoria no desempenho e na produtividade do setor tem-se avaliado a aplicação da filosofia de gerenciamento da cadeia de suprimentos. A expectativa é que o -ais profissionalizado (processos mais desenvolvidos) o relacionamento da construtora com os fornecedores, mais madura, qualificada e aperfeiçoada é arelação, tornando-se este um ativo valioso, isto é, um capital social que contribui para a obtenção de vantagem competitiva. A capacidade da empresa de incrementar o capital social nas relações estratégicas comprador-fornecedor contribui para a melhoria do desempenho e para a criação de valor. Neste sentido, este estudo tem como objetivo desenvolver um modelo de acumulação de capital social por meio da integração com o fornecedor e da maturidade do relacionamento entre construtora e fornecedor. Aplicando-se a teoria do capital social, hipotetiza-se que a relação entreintegração de fornecedor e maturidade do relacionamento entre construtora e fornecedores de insumos leva a um acréscimo de capital social. Foi realizada uma pesquisa aplicada, quantitativa e transversal em 111 empresas ativas de construção de edifícios com sede no território nacional brasileiro. Os dados foram coletados por meio de uma survey, com aplicação de um questionário eletrônico autoadministrado, com as respostas registradas em nuvem. De posse dos dados, foi realizada uma análise descritiva, que teve por finalidade investigar a estrutura de dados, permitindo uma visão global das variações observadas. Avaliou-se, também, o nível de maturidade da relação entre construtoras e fornecedores. Em sequência, técnicas de modelagem de equações estruturais foram aplicadas com o objetivo de estimar as relações hipotetizadas. Como resultado, constatou-se que o relacionamento entre construtoras e fornecedores é caracterizado pela parceria colaborativa com alinhamento em um único projeto. O modelo desenvolvido indicou que a relação entre a integração do fornecedor e a acumulação do capital social é mediada pela maturidade da relacionamento entre construtora e o fornecedor. Do modelo extraiu-se, também, a equação referente ao índice de eficiência de capital social (IECS). A partir da equação foi elaborado um protótipo de sistema de informação gerencial em linguagem Phyton que possibilita o acompanhamento da evolução do capital social da empresa construtora. Concluiu-se que a integração do fornecedor está diretamente relacionada com a maturidade do relacionamento, a qual reflete positivamente no capital social. Quanto maior a integração entre a construtora e seus principais fornecedores, maior o nível de maturidade de ambos e, consequentemente, maior o capital social.

Licença

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.