EFEITO DA LUZ EM MUDAS DE ANDIROBA: SOB DIFERENTES NÍVEIS DE SOMBREAMENTOS

Code: 309-464
28
80
Título

EFEITO DA LUZ EM MUDAS DE ANDIROBA: SOB DIFERENTES NÍVEIS DE SOMBREAMENTOS

ISBN

978-65-5360-133-8

DOI
10.37885/978-65-5360-133-8
Publicado em

01/07/2022

Páginas Edição

40

1

Autores(as)
  • Aldeize da Silva Santos

    Aldeize da Silva Santos

  • Rodrigo da Silva

    Rodrigo da Silva

  • Edgard Siza Tribuzy

    Edgard Siza Tribuzy

Sinopse

A luz é um dos principais fatores que influenciam o crescimento e desenvolvimento dos vegetais, por ser fonte primária de energia para a fotossíntese. A Carapa guianensis Aubl., conhecida como andiroba, é uma árvore que produz madeira similar com a do cedro e como sucedânea do mogno, tendo, portanto, um significativo valor econômico. O objetivo foi verificar o efeito dos níveis de sombreamento sobre mudas de andiroba. O trabalho foi realizado no viveiro da Universidade Federal do Oeste do Pará - UFOPA, com mudas alocadas em canteiros, e para induzir os efeitos dos níveis de sombreamentos, utilizou-se telas de polietileno, de cor preta. Realizou-se quatro tratamentos contendo cinco repetições em cada. Os níveis de sombreamentos testados foram: 0% (controle), 30%, 50% e 70%. Os parâmetros avaliados e quantificados foram: altura da planta; diâmetro do caule; massa seca de folha, caule e raiz; número de folhas, e teor relativo de clorofila, quantificado com auxílio de um clorofilômetro (SPAD-502). O experimento foi avaliado no delineamento inteiramente casualizado, e os dados submetidos à análise de variância a um nível de 5% de significância, aplicando-se o teste de Tukey, quando observadas diferenças entre os tratamentos. Mudas do tratamento a 30% obtiveram maiores médias de crescimento em altura. O maior crescimento em diâmetro foi obtido a 50% de sombreamento e o menor no tratamento controle. Obteve-se maiores médias em massa seca de caule e folha a 50% de sombreamento e menor no tratamento controle. Para massa seca de raiz, não se detectou diferença entre os tratamentos. Em número de folhas, os maiores índices foram obtidos a 30% de sombreamento. Nas plantas com maiores níveis de sombreamentos foram obtidos maiores teores relativos de clorofila. Os níveis de sombreamento 30% e 50% propiciaram melhores condições de crescimento e desenvolvimento para as mudas de andiroba.

Licença

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.